Veja as 5 fases do cronograma de implantação do eSocial

A partir do primeiro semestre de 2018, o cronograma de implantação do eSocial será iniciado pelo Governo Federal para as empresas que tiveram faturamento superior a R$ 78 milhões, em 2016. São 5 fases em cada etapa e a primeira delas inicia em 8 de janeiro de 2018, o que trata-se de 1/3 do total de trabalhadores em todo o Brasil que deverão estar com os dados inseridos na plataforma.

As 5 fases também são válidas para micros e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEIs) e, neste caso, o prazo inicia em julho de 2018. Os órgãos públicos iniciam a adesão ao eSocial a partir de 14 de janeiro de 2019. Quando estiver completo, o sistema terá reunido os dados trabalhistas, previdenciários e fiscais de mais de 44 milhões de trabalhadores do país.

Confira abaixo o cronograma de implantação do eSocial, distribuído em 5 fases para facilitar a adaptação das empresas.

ETAPA 1 – empresas com faturamento acima de R$ 78 milhões, em 2016:

Fase 1: Em janeiro de 2018, os dados da empresa (cadastros do empregador e tabelas).

Fase 2: Em março, informações dos trabalhadores e seus vínculos (admissões, afastamentos e desligamentos).

Fase 3: Em maio, será obrigatório o envio das folhas de pagamento.

Fase 4: Em julho, substituição da GFIP (Guia de Informações à Previdência Social) e compensação cruzada.

Fase 5: Em janeiro de 2019, envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador.

ETAPA 2 – demais empresas privadas:

Fase 1: Em julho de 2018, os dados da empresa (cadastros do empregador e tabelas).

Fase 2: Em setembro, informações dos trabalhadores e seus vínculos (admissões, afastamentos e desligamentos).

Fase 3: Em novembro, será obrigatório o envio das folhas de pagamento.

Fase 4: Em janeiro de 2019, substituição da GFIP (Guia de Informações à Previdência Social) e compensação cruzada.

Fase 5: Em janeiro de 2019, envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador.

Sobre o eSocial

O eSocial é a nova forma de prestação de informações sobre o trabalho que vai integrar a rotina de 18 milhões de empregadores e 44 milhões de empregados. O sistema integra Governo Federal, Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal e substitui 15 prestações de informações por apenas uma.

Para facilitar o seu trabalho, a Consisanet oferece para você todo o suporte com profissionais especializados. É só enviar a sua pergunta clicando aqui.

compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exclusivo para você!
Quer receber diretamente em sua caixa de e-mail nossos conteúdos e novidades? Deixe seu e-mail e tenha exclusividade!

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.

Fale mais sobre você e nosso time entrará em contato com a sua empresa!