Quais são os perfis de cliente contábil e como lidar com cada um deles?

Duas das maiores obrigações do seu escritório contábil consistem em fazer e fidelizar clientes, pois, se tais tarefas não forem cumpridas, seu negócio não consegue se sustentar. Para tal fim, é necessário conhecer bem o perfil do cliente contábil e saber como atendê-lo.

Entretanto, seus clientes não são um bloco homogêneo. Eles se diferenciam em muitos aspectos, sobretudo no quesito comportamental. Alguns são mais estratégicos, organizados e pontuais do que outros — e isso deve ser considerado ao longo do seu relacionamento.

Pensando na importância do assunto, adiante, apresentamos os perfis de cliente contábil e explicamos como lidar com cada um deles. Continue atentamente com a sua leitura.

Cliente contábil estratégico

O primeiro perfil é o cliente contábil estratégico. Ele gosta de relatórios contábeis, dados e indicadores de desempenho. Está sempre querendo compreender melhor o desempenho da empresa e agendar uma reunião para discutir com mais propriedade o que tem sido feito até então.

Nesse caso, é preferível adotar uma postura consultiva. Vá além das práticas tradicionais, ofereça algumas sugestões que melhorem os resultados financeiros e tire alguns minutos, mesmo que poucas vezes ao longo do mês, para conversar e direcionar o cliente estratégico.

Cliente contábil conservador

O tipo conservador tem grande respeito pela contabilidade, zela bastante pelo seu empreendimento e não se sente muito atraído por estratégias arriscadas. Segundo ele, o caixa é rei. É preciso ter um empreendimento líquido e pouco endividado.

Nesse caso, o melhor é criar uma rotina de trabalho, com prazos, horários e padrões bem deliberados. Assim, logo no início, transmitirá mais segurança e conforto. O ideal é orientar o cliente sobre práticas seguras e que mantenham o negócio em equilíbrio.

Cliente contábil operário

O operário não liga muito para práticas contábeis, pensa ser apenas mais uma burocracia que deve ser cumprida. Seu foco está, portanto, nas tarefas diárias, na atividade-fim da sua empresa e no relacionamento com seus clientes.

Nesse caso, é interessante agir de duas formas: i) a orientação, explicando para o cliente o motivo pelo qual a contabilidade é tão importante e deve ser mais apreciada. ii) a execução, entregando relatórios “enxutos”, dados de fácil compreensão e de aplicação prática.

Cliente contábil empreendedor

Por fim, vamos falar sobre o cliente contábil empreendedor. Ele está sempre pensando em crescer, abrir novos negócios, criar linhas de produtos ou abrir filiais no exterior. Ele sonha alto e gosta de pessoas que sonhem com ele, orientando-o sobre o que é o melhor a ser feito.

Para este cliente, novamente, o melhor é assumir uma postura consultiva. Tire dúvidas, oriente passos futuros e — em alguns casos — colocar os pés no chão. Assim, você terá como sustentar uma relação longa e bastante saudável.

Veja, agora você está por dentro do tema e conhece os diferentes perfis de cliente contábil. Para atendê-los bem, contador, é importante investir no seu desenvolvimento profissional e na adoção de boas tecnologias. Sem isso, seus resultados podem deixar a desejar.

Gostou do artigo? Aproveite, agora mesmo, para compartilhar nosso material em suas redes sociais e deixar seus conhecidos por dentro do assunto. Vamos lá!

compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exclusivo para você!
Quer receber diretamente em sua caixa de e-mail nossos conteúdos e novidades? Deixe seu e-mail e tenha exclusividade!

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.

Fale mais sobre você e nosso time entrará em contato com a sua empresa!